quinta-feira, 27 de agosto de 2015

IMPRESSÕES - HANNOVER BR32






Buenas!


O mercado de transceptores para a banda de 11 Metros nunca esteve tão aquecido nos últimos anos, com novidades para nós, outrora não disponíveis. É fato que muitas dessas novidades, ainda não estão disponíveis por aqui, seja pelo motivo inviabilidade de importação, seja pelo preço final exorbitante, e até mesmo por não atender requisitos de uso no Brasil. Entretanto, com as facilidades da importação - mesmo que, com taxas absurdas, que triplicam o valor inicial do equipamento - alguns exemplares comercializados lá fora tendem a entrar em solo brasileiro, em exemplares muitas vezes exclusivos, e desconhecidos pelo público.


Algumas empresas do segmento, tem se esforçado para que a entrada destes equipamentos seja feita de forma legal, mas é fato que os custos para tanto são altos. Em contrapartida, esses valores acabam sendo repassados para o consumidor final, e aí... Vai do poder aquisitivo de cada um.

Entretanto, alguns procedimentos para trazer esses equipamentos acabam sendo efetuados de forma desorganizada, onde, muitas vezes, confunde o consumidor - ou os ludibria. E um desses casos, sem sombra de dúvidas, aconteceu com o Hannover BR-32. Mas vamos abordar essa questão mais adiante. no momento , iremos nos atentar com as impressões deste transceptor, destinado a Banda do Cidadão.





40 CANAIS AINDA VIVE


É notado que, com as inúmeras opções de transceptores que atendem os 80 canais destinados ao PX no Brasil, muitos usuários finais tendem a optar por equipamentos dessa categoria, até mesmo porque eles possuem a opção de SSB - que são mais preferíveis, pelas opções de contatos mais distantes, diferente dos transceptores que só possuem AM e que, diante das condições atmosféricas e topográficas, limitam-se a contatos não superiores a 40, 50 Quilômetros. Entretanto, os rádios de 40 canais ainda são uma opção, principalmente em contatos pequenos, rodadas que existem em pequenas cidades, nas estradas em caminhões ou veículos de passeio, para informações de estimativas de trânsito no trajeto e condições da pista, quilômetros adiante, e para auxilio ou socorro entre estações móveis.


A "matriz" do BR-32 - Anytone AT-300M


Outra vantagem que existe no uso do AM, é o fato de que muitos ainda não se acostumaram com os ajustes necessários para sintonizar com eficiência, transmissões em SSB. É fato que muitos equipamentos não possuam ajuste preciso, o que força o usuário desse modo, efetuar constantes ajustes no Clarificador, a fim de obter uma sintonia que proporcione um entendimento do que a outra estação transmite.


No Leste Europeu, ganhou o nome AVANTI Alpha


Outra questão que pesa positivamente no uso destes equipamentos que possuem apenas o AM, é o nível de modulação - alcançam com muita facilidade os 80, 100% - muitas vezes, inviável para comparação em transmissões em SSB - exceto, em uso com algum pré-amplificadores de áudio disponíveis no mercado. Por isso, ainda são muito populares.

Outra descrição do equipamento, na Europa - Lafayette Ares PRO



E por causa dessas características, nos chamou a atenção o Hannover BR-32 - transceptor produzido na China pela Qixiang com a descrição oficial AT-300M - um equipamento compacto, potente e bastante funcional, apesar das "limitações" em sua categoria - limitações essas que mais adiante iremos demonstrar que, para o nosso mercado, não são de grande utilidade.

No Reino Unido e demais países, é apresentado como Albrech AE6190HD





SIMPLICIDADE


O BR32 se enquadra no segmento de rádio de baixo custo, por não possuir recursos de utilização mais sofisticados. Possui comandos comuns, como O seletor de canais por toque, Squelch (Silenciador) e três teclas - A/F (para mudança de modo de transmissão recepção AM e FM),  SC (escaneamento de canais) e 9/19 (outrora os canais de emergência 9 e 19, já há muito tempo, inativos no Brasil), conector para microfone de 4 pinos (com pinagem compatível a equipamentos da Cobra).


Mesmo possuindo adjetivos favoráveis a sua reputação, inexplicavelmente o BR-32 não foi homologado pela ANATEL.


De tamanho reduzido, é muito fácil para instalação em veículos que contam com pouco espaço interno. Sua construção é bastante robusta, o que transmite solidez na usabilidade - o usuário não sente fragilidade em manuseá-lo.

Conector de 4 Pinos, seguindo o padrão Cobra.


O display, de LCD, possui apenas o básico para exibição - grandes números identificando o canal, o modo de operação, o Scanner, e a identificação de TX. Não possui indicador de nível de potencia, tampouco de recepção.





FUNCIONALIDADE

Além de possuir os recursos de Varredura de canal, o BR32 possui o recurso Auto-Squelch, que permite que se ouça apenas estações no nível de sinal satisfatório para contatos eficientes. Em miúdos, o recurso só abre a recepção para estações fortes, nas imediações. Assim, evita-se o chiado constante nos ouvidos do usuário.
Comandos e funções à mão - faltou um S-Meter.


Os ajustes de Volume e Squelch, são eficientes - não há desbalanceamento nos comandos.




POTÊNCIA


Uma coisa que há anos, é difícil de se ver em equipamentos dessa categoria, o fato dele irradiar uma potência acima dos 4W que transceptores deste tipo normalmente o fazem. O BR-32 consegue a façanha de fazê-lo, com seus 8W nominais, e sem necessidade de ajustes internos. Mais que isso: sem sofrer sobreaquecimento. Mosfet's na saída? Não, ele opera com o singelo 2SC2078, da Sanyo - o mesmo que equipa, desde os primórdios, os Cobra 19 Plus e outros transceptores do segmento. O segredo pode estar na forma da construção da etapa final, que é de excelente qualidade.

Tamanho reduzido facilita na Instalação.


Outro detalhe importante - mais voltado para a área técnica - são as dimensões de seu transformador de áudio - simplesmente, desproporcional para um equipamento tão pequeno.




QUALIDADE DE ÁUDIO


Se comparado a algum outro transceptor da categoria, que equipara aos Cobra 22 Plus - outro modelo que a Cobra não reconhece o seu DNA, mas que foi muito comercializado por aqui, e que atualmente, assumiu outras identidades, como nos muitos Voyagers, Megastars que ainda funcionam por aí. Forte, com presença, mesmo a cápsula do Microfone sendo de Eletreto.


Apesar do tamanho e do layout sugestivo, o microfone é de eletreto.






RECEPÇÃO


Diferente dos Cobras 19DX IV atuais - que sofrivelmente, pegam uma interferência de lâmpadas eletrônicas, fato esse de serem considerados os piores equipamentos no momento - o BR32 não sofre com essas anomalias, tampouco com interferências ocasionadas por motores indutivos. Já em FM, não se pode dizer o mesmo: o áudio fica afônico e sem qualidade.


"LIMITAÇÕES"

Bom, chegamos nesta questão... O BR-32 vem de uma plataforma Multi-norma, o que significa que ele é projetado para atender as mais diferentes normas de uso do segmento Rádio do Cidadão  no mundo todo. Ou seja; Ele atende especificações de potência e de faixa de frequência, diferentes em cada país.









Países como o Reino Unido, Polônia, Rússia e Alemanha, possuem um segmento de frequências diferenciado, assim como as potências e modos autorizados. Por exemplo: No Reino Unido, só está autorizado o uso de 1W de potência e o modo FM, quanto na Polônia, são 4W, e o range vai até 27.9 MHz. e no Brasil, 10W.

É claro que, os equipamentos que são construídos e destinados para essas nações, são finalizados com o seu range de origem, muitas vezes bloqueados para alteração dos usuários.

SÓ QUE NÃO!

No caso do BR32, esse "bloqueio" é considerado lá fora como "opção", já que o rádio poder ser usado na Europa toda, apenas o usuário adequando o ajuste para a Legislação pertinente, a fim de evitar problemas.

Só que aqui no Brasil... Ah, o Brasil... Não existe essa cultura de se "andar na Lei". E isso acabou se agravando mais, pelo fato de estar disponível no Manual do usuário, a opção de se acessar a esse Menu do rádio.

É claro que tal informação, já há muito tempo está disponível na Internet, através de vídeos do Youtube, ou tutoriais voltados ao segmento.

Layout usando tecnologia SMD - sobra espaço para a dissipação de calor.



Alto Falante de boa qualidade - e grande também

Transformador de Áudio de grandes dimensões justifica a qualidade da transmissão




DNA da Qixiang - modelo é derivado do AT-300M

Pecados na montagem - falta alguma pasta térmica no 2SC2078



O que permite que o usuário, consiga transmitir em 27.855 MHZ, em FM. Nas opções, não existe nenhuma configuração que permita que o rádio efetue o modo de transmissão nos 80 canais permitidos - o que, convenhamos, não seria nada de errado, afinal, o modo FM e o range final de 27.855MHz, é permitido por aqui. Mas, acessando as outras opções de modos, haveria transmissões em frequências "quebradas" - com espaçamento de 12,5 Khz, o que não é permitido pela Legislação Brasileira..

Por conta disso, principalmente, e por outros detalhes - que ninguém conseguiu explicar, teve até explicação sem sentido, de que o rádio não passou nos testes de laboratório para aprovação de sua Homologação no Brasil, por causa do FM - que o BR32 não é Homologado no Brasil. Podem consultar o próprio site da ANATEL, e tirar suas dúvidas a respeito:



OK... E o que a representante desse equipamento fez então?

Simplesmente, nada. Ficou com um abacaxi nas mãos, por ter um equipamento que não seria aprovado. E em escala maior, diríamos que foram CENTENAS de abacaxis.

Qual a solução? Boa pergunta... Talvez a resposta seja o que vemos atualmente... O BR-32 sendo comercializado em lojas virtuais, meio que, digamos, por "debaixo dos panos". Teria sido a alternativa que a provável representante encontrou para se livrar do abacaxi que ficou em seu colo. Mas isso foi só uma consequência do despreparo e desconhecimento nos procedimentos de certificação e homologação por aqui, e não precisamos ir muito longe, é só nos lembrarmos no Hannover BR-9000 - que foi comercializado, difundido por alguns meses sem qualquer esclarecimento de homologação, o que gerou desconfiança e apreensões de exemplares em fiscalizações, por não conter qualquer informação sobre sua autorização de uso, principalmente por caminhoneiros, nas estradas brasileiras, durante Blitzes da PRF em conjunto com a ANATEL.


Mas, até então, fica a cargo de cada um usar e adquirir um - entretanto, não faremos apologia a respeito, OK?



PÓS:

  • Bom acabamento e qualidade;
  • Potência acima da média;
  • Boa Modulação.
  • Excelente recepção.
  • Tamanho reduzido, excelente para instalações onde o espaço é limitado, em veículos.


CONTRAS:


  • Não possui S-Meter;
  • Opção de expansão de frequências incompatível com nossa Legislação.
  • Não é Homologado;


RESUMO:

É um transceptor pequeno, porém robusto, bem acabado e muito potente, se comparado a outros modelos da mesma categoria. Até o fechamento desta postagem, não obtivemos qualquer informação a respeito de sua Homologação junto a ANATEL, o que seria um risco seu uso, por exemplo, aos caminhoneiros em caso de fiscalização.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS



Transceptor para uso Serviço Rádio do Cidadão

FREQUÊNCIA OPERAÇÃO:        26.965 - 27.405 (BRASIL-EUA-EUROPA-CEPT-ALEMANHA)
                                                         26.960 - 27.400 (POLONIA)
                                                         27.60125 - 27.99125 (REINO UNIDO  SOMENTE EM FM)

TRANSMISSÃO

Potência:                                             8 Watts (FM) 8 Watts (AM)  
Modulação:                                        Sensibilidade melhor que 2,5 mV a> 1 kOhm
Radiações harmônicas e espúrias:     -90 dBc = 4 nW
Max. desvio de frequência:                Inferior a 2,0 kHz
AM grau de modulação:                     de 90%

RECEPÇÃO

Sensibilidade (FM) (SINAD):            Melhor + 3dbμV EMK para 20 dB
Sensibilidade (AM) (SINAD):           Melhor + 3dbμV EMK para 12 dB
Seleção de canal adjacente:                Melhor 60 dB (EN 300 135-1)
                                                            Melhores 48 dB (EN 300 433-1)
Rejeição de intermodulação:              Melhor 54 dB (EN 300 135-1)
                                                            Melhores 48 dB (EN 300 433-1)
Rejeição de imagem:                          Melhor 48 dB (EN 300 433-1)
Saída de áudio:                                   2 Watt a 8 Ohm carga

Alimentação:                                       13,8 VDC
Consumo:                                            2,5A

FABRICANTE;                                  QIXIANG SCIENCE & TECNOLOGY (CHINA)
DISTRIBUIDOR NO BRASIL:         ????????


CURIOSIDADES

  • Para quem tem esse exemplar de transceptor, escolhendo a opção de modo EC, o equipamento opera nos 40 primeiros canais em AM; pressionando o botão A/F, ele irá operar do canal 41 ao 85 em FM.
  • Acessando o Menu de Serviço, ele opera em três frequências distintas: 25.615, 27.405 e 28.205 MHz, em FM.
  • Em alguns países onde é comercializado, possui pinagem do PTT com 6 vias, com a opção Auto Squelch inserida no Microfone.
  • Com a remoção de quatro capacitores Cerâmicos, pode-se abrir ainda mais a modulação, ultrapassando os 100% de intensidade - o que torna esse rádio, um terror de áudio transmitindo  em AM.
  • Com microfone Preamplificado, emite um apito discreto, perceptível para ouvidos treinados.


73 a todos, e até a próxima!

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

PROGRAMA PARA CALCULO DE ANTENAS - IGOR JOBIM (PY3IG)








Buenas!

Em tempos de propagação fechada - e reza a lenda que a partir de Setembro, ela comece a abrir gradualmente - nada melhor que colocar os neurônios em funcionamento e começar a pensar na possibilidade de construir irradiantes para testes de desempenho e eficiência nos contatos, 


Pensando nisso, e nas dificuldades em se obter projetos de antenas de desempenho com cálculos e medidas eficientes, o Radioamador Gaúcho Igor Jobim (PY3IG) de São Leopoldo, criou o aplicativo ANTENA FÁCIL, que facilita o entendimento e construção de inúmeros tipos de Irradiantes.







O aplicativo é amigável, simples e muito fácil de operar. Disponibiliza os cálculos para antenas Astro plane, Plano Terra, Dipolo, Delta Loop, Loop Magnética, dentre outras.









O aplicativo ainda se encontra em fase de melhorias e acréscimo de mais recursos, entretanto, já pode ser baixado em caráter de apreciação e uso para avaliação AQUI.


73 a todos!

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

EM BREVE, NOVO ENDEREÇO DO BLOG











BUENAS!


A título de informação de nossos leitores, informamos que o endereço do Blog será mudado.


Mas, POR QUE?


Bem... Não serei um radioamador classe C para sempre, e caso mude meu prefixo, é louvável que ele será passado para outro usuário - e não seria interessante manter o prefixo registrado no Blog, o que acarretaria inconvenientes de propriedade intelectual.

Portanto, a partir do mês de Setembro, o novo endereço do Blog será:


betocorvo.blogspot.com.br


Atualizem o endereço nos favoritos de seus browsers.

73 a todos!

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

EXCLUSIVO - PREVIEW AQUARIO RP-90 (LANÇAMENTO)








Buenas!


Quando mencionei que a Aquário teria novidades para lançamentos futuros, eu não estava brincando...Depois de muitos boatos a respeito, expectativas e a grande ansiedade de obter maiores informações,  finalmente teremos a oportunidade de divulgar, em primeira mão, o lançamento do novo transceptor da Aquário - o RP-90 - que vem com muitas novidades para agradar aos aficionados ao segmento de Radio do Cidadão.


Acreditem... Vai agradar a muitos!

Aguardo a todos, para acompanhar nossa avaliação.


Na próxima postagem.... E 73 a todos!

sábado, 13 de junho de 2015

IMPRESSÕES - AQUARIO RP-80











Buenas!


Há algum tempo atrás, a Indústria Brasileira teve em seu segmento a produção de equipamentos voltados para a Radiocomunicação. Mas, devido a falta de incentivo do Governo, muitas encerraram as atividades devido a concorrência de equipamentos produzidos lá fora. Empresas como a Delta, Eudgert, Brazan, dentre outras, sucumbiram ou mudaram de atividade diante do avanço e acessibilidade de equipamentos de produção de larga escala, como a Kenwood, Yaesu e Icom. 

Isso se estendeu também para o segmento de Radio do Cidadão, que tinham como representantes, a CCE, a Motoradio e a Bosch - que representava a Blaupunkt por aqui. Em meados da segunda metade da década de 80, simplesmente essas empresas encerraram as atividades no segmento de Radio do Cidadão, devido a pouca procura, diante do avanço da entrada de equipamentos produzidos pela Cobra, RCI e Radio Shack, dentre outras.

E assim, ficamos durante quase três décadas com a referência internacional, sem nenhum equipamento que nos representasse por aqui. Até que em meados de 2010, a Aquário, surgiu para atender o segmento, outrora esquecido, e atualmente em crescente expansão.



AQUÁRIO - UM POUCO DA SUA ESTÓRIA




A Kidasen Indústria e Comércio Ltd. teve inicio em 1978, e tudo começou na garagem de casa, quando o Sr. José Sendeski Neto, fabricou uma antena para colocar em funcionamento sua estação de Radio do Cidadão. O resultado foi tão satisfatório, que logo surgiram pedidos dos amigos para a tal antena, que possuía desempenho fora do normal. E o que era apenas um hobby nos momentos vagos, se tornou um negócio próspero. 

Sr. José Sendeski Neto, fundador da Aquário


A Aquário, a partir de então, tornou-se referência no mercado nacional na produção de antenas para radiocomunicação. E com o passar dos anos, expandiu no segmento de antenas para TV, Telefonia Celular e Internet sem Fio. Com o advento da inclusão da TV Digital, possui em seu segmento não somente antenas DTV, mas também Conversores Digitais, com alto padrão de qualidade.

No segmento de Internet sem Fio, tornou-se referência nacional ao disponibilizar em seu portfólio equipamentos voltados para a distribuição e Provimento de conexão Wi-Fi em prumada e Access Point de Grande distância. Em contante evolução, a Aquário tem em seu público, o compromisso de oferecer produtos com Qualidade e Eficiência.



Entretanto, é no Serviço de Radiocomunicação, na Faixa do Cidadão, que a Aquário trouxe novamente, a disponibilidade de equipamentos que levam a sua marca. Transceptores como o o RP-40 e o RP-80, respectivamente, que a empresa coloca novamente o mercado nacional no segmento.

Nesta postagem, iremos abordar o Transceptor RP-80, com 80 canais e opção de SSB, além de outros recursos, até então disponíveis apenas em equipamentos produzidos lá fora, e oferecidos para os Brasileiros, por um preço acessível, sem abrir mão da qualidade




SOBRE O RÁDIO







O transceptor RP-80, possui as mesmas dimensões de tamanho, comprimento e largura se comparados aos demais transceptores disponíveis no mercado,  com um desenho que remete aos modelos clássicos de transceptores dotados de SSB mais conhecidos. É visualmente semelhante ao AT-5555, o que confunde o usuário final, a ponto dos usuários, acreditarem ser o mesmo equipamento. A explicação é a seguinte... O AT-5555 e seus similares (Hannover, Maas, KP-O) são fabricados pela Qixiang  Eletronics, Science & Tecnology Co., enquanto o Aquário RP-80 e seus similares ( Voyager BR9000, Quad5, M8800) são produzidos pela Xiamen-Maxlog Eletronics Ltd. ambas empresas são da China, o layout é parecido, e compartilham o mesmo processador, porém, com recursos diferentes. Outro fato que muitos acreditam é que o Aquário é uma versão "barateada" do AT-5555, o que não é verdade. Se fôssemos pensar desta forma, então o Superstar SS-9000 seria o "primo pobre" do Superstar SS 158 EGTL DX, por possuir componentes e tecnologia agregada inferiores, sob um mesmo layout. Em suma, Aquário e Hannover, são equipamentos diferentes, cada um com seus recursos, excedentes e carências distintas.

Visualmente, o RP-80 mantêm as características dos modelos anteriores. A diferença é notada no desempenho.


  Com relação à serigrafia do RP-80, ela é nítida, aliada ao painel de instrumentos retro-iluminado em tom azulado - que muitos adotaram o termo de "Dama da Noite" - e que facilita muito na identificação da função dos botões à noite. De igual sorte, a iluminação do Display de LCD, onde se concentram a maioria das informações, possui iluminação na cor Âmbar, e não possui borrões, não causam ofuscamento ou perda de visualização, em quaisquer posições em que o equipamento seja instalado, seja em veículos, seja em estações fixas terrestres.


Tela LCD mais escura, brilho mais intenso: Melhor visibilidade.




IMPRESSÕES DE USABILIDADE - A disponibilização dos comandos principais, é de fácil acesso, e seus botões rotativos e giratórios possuem boa pegada - mesmo não possuindo revestimento emborrachado - não apresentando folgas, tampouco a sensação que sairão nas mãos. São precisos e confiáveis. O seletor de canais, possui intercalação curta e suave, e sugerem uma operação de seleção sem exigir muito esforço.


Botões e teclas: Melhor acabamento




ACABAMENTO - Os encaixes entre as tampas e a orientação destas ao painel frontal, possuem bom acabamento, e a tampas, em especial, possuem textura mais sólida, áspera. Não possuem rebarbas, ou desalinhamento em relação ao conjunto geral.

Alumínio do Chassi e Dissipador é mais eficiente.




No ato da montagem do suporte, não tivemos problemas com a fixação do suporte de apoio e inclinação, e no kit que vem no equipamento, possui uma solução inteligente: dois pequenos calços aderentes de EVA, que devem ser fixados ao suporte - e não ao rádio - para garantir a perfeita fixação, sem marcar as tampas inferiores e superiores, constatação muito comum em equipamentos que sofreram instalação inadequada.

BOTÕES DE TOQUE - Em alguns modelos, nota-se uma "folga" de espaçamento nas teclas de funções extras, quase parecendo com brinquedos importados, o que demonstram total descompromisso com a questão acabamento e conformidade de encaixe. Se instalado em vaiculos, eles simplesmente chacoalham, devido a trepidação, o que ocasiona, em alguns casos, acionamento indevido desta funções. No RP-80, encontrei harmonia nesta questão, não há espaçamentos que ocasionem esses movimentos involuntários, tampouco a necessidade de confirmação de se pressionar teclas seguidamente, até que a função desejada seja selecionada.




POSIÇÃO DE CONEXÃO DO PTT - Como é um equipamento voltado principalmente para o uso em veículos, a posição do conector do Microfone se encontra orientado ao lado esquerdo do rádio, para facilitar o acesso caso seja instalado em consoles localizados no teto do veículo - neste caso, os caminhões, precisamente. Já em veículos de pequeno porte, como carros de passeio, essa orientação fica comprometida, principalmente em carros onde o painel possui disponibilidade  bastante reduzida. 


Em sua última atualização, o Microfone Dinâmico foi substituído pela versão de Eletreto - mais eficiente em contatos distantes.

MICROFONE - Uma atenção na avaliação deste exemplar... O desenho se mantêm fiel as versões anteriores, que é de pequenas dimensões, empunhadura que se encaixa à palma da mão, com acionamento do lado esquerdo, e a disponibilização das teclas UP/DOWN e ASQ ( Auto Squelch - disponível nos modos AM e FM). De boa construção e material, é resistente a impactos. Como atualização,  o acessório vem disponibilizado com cápsula de Eletreto (nas versões anteriores, possuía Capsula dinâmica), e a explicação para essa mudança foi racional: microfones de Eletreto tendem a priorizar uma tonalidade de áudio aguda, e essa tonalidade é fundamental para proporcionar clareza nos contatos distantes (DX), enquanto os Microfones dinâmicos, acentuam para os tons mais graves, abafados, mais voltado para contatos próximos. Em testes realizados, não houve comprometimento com a presença de sons parasitas no ambiente, que também não foram notados durante as transmissões. 


MANUAL DO USUÁRIO - Em comparação a outros manuais, o manual do Aquário RP-80 está bem claro, com linguagem acessível ao usuário, com ilustrações de orientação, não somente referente ao equipamento, mas também na correta instalação da antena. Entretanto, senti falta de um Feedback sobre a informação de sintomas e soluções de correção, coisas do tipo: O rádio não liga; verifique as conexões, o porta fusíveis, se o cabo de força está corretamente encaixado. É fundamental, principalmente para os usuários que encaram o procedimento do "faça você mesmo".



INOVAÇÕES INTERNAS



Em sua terceira atualização, o Aquário RP-80 está bem mais preciso e comprometido para o papel que foi designado; promover contatos, se "fazer ouvir" e recepcionar contatos, com clareza e fidelidade. Inúmeras foram as queixas de usuários de versões anteriores, com relação a instabilidade de frequência, baixa qualidade de áudio, aquecimento excessivo além do normal, e imprecisão da leitura de sinais recebidos.



A Primeira versão do RP-80, foi muito criticada no meio , devido a certa imprecisão da frequência e ausência de uma boa Filtragem de Recepção....




...tanto que a PCB 9000 - Versão 6, não ficou muito tempo no mercado...




....e foi substituida pela PCB M8000 - mais estável, com relação a recepção. Mas a Aquário, por sua vez, achou que não era o suficiente para os usuários, e foi mais além...




 PCB M8000 ficou até o primeiro  semestre de 2012, e tão logo, foi substituida por uma PCB mais "afinada". 


A Empresa acolheu essas queixas, e a resposta foi o emprego da PCB M8800, do mesmo fornecedor, com o circuito de TCXO. O intuito deste circuito é manter a frequência de Transmissão estável, em qualquer condição de temperatura que o transceptor se encontre. Em resumo: não existe mais a necessidade de ficar aguardando o rádio "esquentar", para poder usá-lo. Esse procedimento é uma tortura para muitos transceptores dedicados ao uso da Faixa do Cidadão, e esse problema existe até mesmo em equipamentos produzidos atualmente.

Em sua atual configuração, O RP-80 vem equipado com a PCB M8800, da Maxlog que além de todas as correções exigidas...



...adotou o circuito TCXO, que mantêm a frequência de transmissão/recepção estabilizadas, independente da temperatura de operação.





TESTES DE DESEMPENHO

Efetuamos os devidos testes neste equipamento, o qual submetemos a variações de temperatura, em ambiente fechado e a uma temperatura de 15ºC, com o equipamento desligado. Posteriormente, submetemos o mesmo transceptor em temperatura ambiente, de 26ºC, a seguidos contatos intercalados, entre transmissões em Modos Digitais e Fonia (gostaria de mencionar que, além de escrever muito, também gosto de falar na mesma intensidade). O resultado foi muito bom, é claro que um câmbio de 6 minutos, não é recomendado a ninguém, mas como se tratava de um teste de fogo... O rádio aguentou e respondeu muito bem, superou minhas expectativas. O TCXO cumpriu fielmente a sua função. Depois de 30 minutos de descanso, uma nova bateria. O resultado foi o mesmo, Sem nenhuma variação.

Outro fator positivo, foi com relação ao aquecimento demasiado nas versões anteriores. em uso normal, a temperatura não passou dos 22, 23 Graus, respectivamente. É claro que, durante o "teste de Fogo", cheguei a temer que o transceptor não iria aguentar o tranco, mas decerto, me enganei. Com um intervalo de pouco menos de 15 minutos, o radio voltou a sua temperatura de trabalho. Isso se deve a área de dissipação de calor do chassi, que agora é composto de alumínio de boa qualidade, ao contrário das versões anteriores - que possuíam uma liga de latão nas laterais, que, consequentemente, não efetuavam um efeito exotérmico eficiente.






POTÊNCIA/MODULAÇÃO


Apesar de possuir características voltadas ao uso do Radio do Cidadão, o RP-80 atual é o que poderíamos denominar, de um "lobo em pele de cordeiro". O rádio foi "amansado" para atender a nossa Legislação, no requisito potência. Com seus 10W RMS em AM e FM, e 25W PEP de SSB, ele pode saltar para 20W RMS em AM, 40W em FM e soberbos 50-60W PEP em SSB, com folga e sem prejudicar seu desempenho -  e sem e necessidade de "upgrades" ou "palitações", em seu estado natural.

Obtivemos em nossos testes, níveis de modulação em 87%, onde o usuário final fecha contatos distantes, sem muito esforço. Contatos fechados na Europa, com antena vertical, sem nenhum suporte auxiliar de RF,  no período da tarde, tivemos reportagem sinal de 7-9dB, em modalidade SSB/Fonia, com RST de 585 em alguns contatos. O feito se repetiu na Américas do Norte e Central, dado alguns contatos em que a intensidade de sinal foi deficiente, devido a propagação, mas a qualidade de áudio se manteve fiel.

Nos contatos Nacionais, dentro da Zona de Contato, muitos colegas custaram a acreditar que se tratava de um RP-80... Bem, quem tinha WhatsApp, fiz questão de enviar um breve vídeo demonstrando o evento, e ficaram surpresos, e tão logo vieram os questionamentos... " Esse RP-80 é 'palitado'? "Me passa o nome do técnico que fez esse trabalho" (risos).






RECEPÇÃO

Saber ouvir é a melhor forma de se identificar a qualidade de um equipamento, e não foi diferente o teste com o RP-80 desta postagem. Aliás, é uma característica em todas as outras versões do modelo. Sua capacidade em ouvir sinais débeis é muito boa, chegando a bater de frente até mesmo com transceptores voltados ao Serviço de Radioamador. aliás, inumeros Radioamadores que tiveram a oportunidade de operar esse rádio, teceram boas avaliações com relação a sua recepção, seja com o seu alto-falante interno, seja com o uso de fones de ouvido. Porém, ele possui a tendência de "rachar o áudio" em recepções de estações muito próximas, devido a sensibilidade do AGC. Mas isso é prontamente resolvido com o ajuste de Ganho do RF - afinal, a função está no equipamento para ser usada, justamente com esse propósito.


PRÓS

Em comparação a versões anteriores, o RP-80 atual possui controle de potência funcional tanto em AM/FM, quanto em SSB, onde proporciona ao usuário , um regulagem mais precisa, em contatos longos/distantes, com a dosagem de potência necessária. Outra vantagem, é que o Modo FM não está travado - opção que, no Hannover BR-9000, em sua ultima versão, se encontra bloqueada. NOTA DO BLOG: adoraria saber o porquê dessa decisão da Millenium optar por esse bloqueio do Modo FM em seu equipamento, já que o modo é permitido para uso, segundo a nossa - confusa - Legislação. 



CONTRAS

O que faltou no RP-80 foi, sem dúvida, a presença de controle de ganho do Microfone - fundamental para uma dosagem de áudio para algumas ocasiões. O recurso poderia ser incluído no lugar das funções de Eco, que são usadas com menos frequência. Mas o emprego de um microfone Preamplificado com ajuste de ganho contorna essa carência.



CONCLUSÃO

A Aquário acertou em cheio nesta atualização de hardware, com o advento do recurso de TCXO, inexistente em outros equipamentos comercializados por aqui, exceto nos transceptores de uso no Serviço de Radioamador.Ouviu a opinião de seus clientes, e prontamente aplicou no equipamento, em seu último releasing. Essa é uma visão de empresa que se atenta as tendências de preferências de seus clientes, e procura o sucesso e êxito nos resultados. O suporte ao cliente é eficiente e eficaz. Esses pontos são fundamentais para a decisão na opção de compra de um equipamento. E no caso, a opção de aquisição do atual RP-80 é recomendável, para os mais exigentes, e para os novatos no segmento.

Realmente, a Aquário está mostrando com qual finalidade veio, e aguardamos as próximas novidades que virão em breve. E vamos aguardar ansiosos.





ESPECIFICAÇÕES GERAIS


Cobertura de frequência:                             De 26,965 a 27,855Mhz - Expansível para 25.615 - 30.105                                                                      MHz selecionável ​​a partir do painel frontal ou                                                                                          Programação via PC


Modos de Operação:                                   AM, FM, USB, LSB, CW

Impedância da Antena :                               50 Ohm, não balanceada
Controle de Freqüência:                               Sintetizador Digital Phase-Lock Loop (PLL)
Freqüência Precisão:                                    Melhor que 10 ppm 0-40 ° C após 15 min. aquecimento
Alimentação:                                                12 -13,8 V DC, terra negativo
Consumo de corrente:                                   9A Máx.
Dimensões:                                                   6 x 2 x 9,5 em (W x H x D)
Peso:                                                             2,9Kg

ESPECIFICAÇÕES DO TRANSMISSOR

Potência de saída:                                          AM - 10W RMS / 25W PEP                                                                                                                       FM -25W
                                                                        SSB - 25-40W PEP

Passos de sintonia:                                         5Hz / 100Hz / 1 KHz / 10 KHz
Transistores finais:                                          IRF520 MOSFET (x2)
Emissões espúrias:                                         Mais de 50 dB abaixo do pico de potência de saída
Supressão de Portadora:                                 Mais de 40 dB abaixo do pico de potência de saída
Sideband indesejada:                                     Mais de 50 dB abaixo de saída de pico (1 tom kHz)
FM Desvio:                                                    +/- máximo 5 kHz
Resposta de Áudio:                                        Mais de 30 dB abaixo do pico de produção
Resposta de Freqüência:                                400-2800 Hz
Impedância do microfone:,                            600-1 K ohms

ESPECIFICAÇÕES DO RECEPTOR

Tipo de circuito:                                             Dual-Conversão Super-heteródino

Freqüências intermediárias:                            1ª IF / SSB / CW SE ... 10,695 MHz 2 SE ... 455 kHz

Sensibilidade:                                                SSB ... 0,25 V a 10 dB S + N / N CW ... 0,25 V a 10 dB                                                                           S + N / N
                                                                       AM ... 1.0 V at10dBS + N / N
                                                                        FM ... 0.3 V at12dBSINAD

Seletividade:                                                 SSB ... 4.2 kHz (-6 dB) / 8,5 kHz (-60 dB)
                                                                      CW ... 4.2 kHz (-6 dB) / 8,5 kHz (-60 dB)
                                                                      AM / FM ... 6.0 kHz (-6 dB) / 18 kHz (-60 dB)

Faixa do clarificador:                                 Cobertura total do rádio em passos de 1 Hz / 10 Hz / 1kHz                                                                     / 10kHz

Rejeição adjacente Canal:                           Melhor do que 70 dB
Se a rejeição:                                               Melhor do que 85 dB para todas as freqüências
Resposta de Freqüência:                             250-3000 Hz
Áudio Potência de saída:                            2 watts mínimo em 10% THD com uma carga de 8 ohm
Impedância de saída de áudio:                    8 ohms



Fabricante:                                                 XIAMEN-MAXLOG ELETRONICS CO., sob supervisão                                                                      da KIDASEN IND. E COM DE ANTENAS LTD.
                                                                   



73 a todos, e até a próxima!